• MyPassion
  • MyPassion

Festival ‘Oh da Praça’ invade espaços e edifícios da cidade

Por: Rita Ribeiro
24-04-2019


A segunda edição do Festival “Oh da Praça” arranca esta sexta-feira, 26 de Abril, e estende-se até sábado, com um vasto leque de atividades culturais. O evento pretende afirmar-se como uma “forma de valorizar os vários espaços públicos da zona histórica da cidade e para onde todos nós devíamos regressar mais vezes”, revela a organização, a cargo da Junta de Pombal, em colaboração com vários músicos pombalenses, que desta forma pretendem, “oferecer aos seus habitantes e visitantes uma dinamização criativa ao nível artístico pelas ruas da nossa cidade”, sendo que o objetivo parra por “abraçar e apoiar os artistas locais e receber os demais em atividade espalhados pelo país”.

Nesta edição de 2019 “continuamos a dar importância às bandas do concelho, às escolas de música”, no entanto, os responsáveis garantem que houve a preocupação de “apresentar um programa mais completo, em relação à edição anterior”, e por isso a programação apresenta outros “artistas, de vários pontos do país”, sendo que existe uma preocupação “com a promoção dos artistas mais emergentes mas que, ainda assim, tenham um valor artístico e cultural essencial no presente e na construção do futuro da nossa sociedade”.

Considerando que a grande novidade desta edição passa pela dinamização de mais um dia de atividades, o Festival começa na sexta-feira, 26, no Celeiro do Marquês com um espetáculo artístico mais intimista, a cargo de Luís Travassos, assim como do Coro Juvenil da Misericórdia de Pombal, ou da apresentação dos alunos da Escola de Dança Adriana Jaulino. O programa inclui ainda a exposição de fotografia por André Malheiro, artesanato, e a noite termina ao som da dupla Humberto Pinto e Leonel Mendrix, em modo Arriscados Djset.

No dia seguinte, o Oh da Praça retoma atividade com a realização de uma arruada, pelas ruas da cidade, a cargo da Filarmónica Artística Pombalense, que irá percorrer os vários palcos do Festival. O evento está, este ano, integrada no âmbito das comemorações do 25 de Abril. Para sábado, o Festival Oh da Praça tem muitos concertos agendados, com a actuação de Escola Musicool, A Dama Estor, Eyze,Daniel Catarino Trio, Mezcla, Colton Benjamin, Submarines in The Sky, Issa Bella, Marufa, Fast Eddi Nelson e Araponga. Os espectáculos passam pela Praça Faria gama, Largo 5 de Outubro, Jardim da Várzea, e terminam no Jardim do Cardal. Ainda no mesmo dia, o Coreto do Jardim do Cardal recebe a exposição fotográfica em Colódio Húmido e sessão fotográfica realizada com a mesma técnica, pelo fotógrafo Telmo Mendes. De salientar que a transição entre os espaços será promovida em cortejo pelos gaiteiros que, aliando cultura e tradição, serão os guias dos participantes.

Outra das novidades, passa pela inclusão de outras expressões artísticas, como a dança, em que “todas as atuações musicais serão precedidas de performances artísticas promovidas pelas escolas de dança de Pombal”.

De acordo com a organização, o evento tem com objetivos “divulgar novos talentos nas diversas vertentes artístico-culturais; promover a afirmação de Pombal como um território criativo e propenso aos fenómenos de inovação cultural, fomentar o enriquecimento cultural e musical da cidade de Pombal e sua população, dinamizar o comércio local e o estímulo à economia circular”, assim como “angariar fundos para uma finalidade solidária”.

Nesta área, destaca-se a iniciativa “Nha Cretcheu” – Pombal Mindelo, do Agrupamento de Escolas de Pombal dinamizada pelo “Comboio da Memória”, pelo Clube dos Direitos Humanos e pelo “Young VolunTeam”, cujo objetivo é “criar formas e plataformas de intercâmbio cultural, cívico e humanitário”, entre os alunos pombalenses e as comunidades escolares da ilha de São Vicente.

Publicidade
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
Relacionadas
Informação útil
Pombal

35º
35º 26º

Qui.

23º19º

Sex.

21º19º

Sab.

19º17º

Dom.

18º17º

Publicidade
Últimas